TIPOS DE CÂNCER
Tumores de Intestino Delgado

O que é?

    O câncer de intestino delgado é uma forma rara de tumor que ocorre quando células cancerosas são encontradas em seus tecidos. Existem diversos tipos, o mais comum é o adenocarcinoma. Além deste, outros tipos podem ser encontrados tais como o sarcoma, tumores carcinóides, tumores estromais gastrointestinais e linfomas.

Como ele se manifesta?

    Os sintomas estão geralmente associados com alterações causadas pelo tumor no funcionamento normal do intestino delgado. Pode causar dificuldades na digestão, na passagem do alimento, sangramentos intestinais e fezes pretas. Os principais sintomas incluem dor abdominal, cólicas após alimentação, perda de peso sem causa aparente, sensação de cansaço ou fraqueza, náusea ou vômitos, fezes sanguinolentas (vermelhas ou pretas), tumoração no abdômen, icterícia e perda do apetite.

Como fazer o diagnóstico?

    Em praticamente todos os casos se inicia a investigação com exames contrastados do intestino delgado. A endoscopia digestiva alta pode ser útil quando em localizações próximas do estomago. A tomografia computadorizada e a ecografia do abdômen ajudam a visualizar tumores grandes e avaliar a extensão e disseminação da doença. Nos tumores acometendo as zonas mais baixas do intestino delgado, a colonoscopia pode também ser útil.

Quais os principais tratamentos?

    O tratamento do câncer de intestino delgado deve ser planejado individualmente e depende do estágio da doença. A remoção cirúrgica é o método mais adequado para o tratamento destes tumores. Também podem ser utilizadas a quimioterapia e a radioterapia quando o tumor estiver disseminado e em casos de recidiva local, a radioterapia. Em alguns casos, novas cirurgias podem ser necessárias para o tratamento de complicações do tumor tais como a obstrução intestinal, ou para remoção parcial do tumor e melhora das condições clínicas.

Quem eu devo procurar?

    Quando um tumor de intestino delgado é diagnosticado, o paciente deverá procurar um oncologista de um centro de tratamento de câncer especializado e reconhecido no tratamento destas doenças.

Quais os fatores de risco?

    Os fatores de risco estão associados a várias doenças do intestino delgado tais como a Doença de Crohn, Doença celíaca (intolerância ao glúten), Síndrome da polipose familiar e em indivíduos imunossuprimidos. Estes tipos de tumores são 50 vezes mais comuns em pessoas que abusam de bebidas alcoólicas, consumo de carnes e peixes salgados ou defumados além de exageros no consumo de açúcar.

Prevenção - Como realizar?

    A associação com as doenças e hábitos alimentares predisponentes referidos acima, torna possível a identificação de grupos de risco encorajando assim a realização de exames de controle regularmente.

Após o tratamento como fazer acompanhamento?

    O acompanhamento do paciente em tratamento ou após deverá der realizado preferencialmente com o oncologista e no centro onde foi iniciado, deverá ser regrado e permanente por tempo indeterminado pois dependendo do estágio das doença poderão ocorrer recidivas locais ou em outros locais, eventualmente necessitando tratamentos adicionais.