Um Breve Histórico do Hospital do Câncer Mãe de Deus

O Hospital do Câncer Mãe de Deus nasceu da necessidade de oferecer um atendimento qualificado para pacientes oncológicos na instituição. Na realidade foram muitos os elementos que em conjunto levaram ao desenvolvimento inicial que resultou na instalação inicial de um serviço de oncologia e depois evoluiu até a estrutura atual. No final da década dos anos 90 a direção do Hospital Mãe de Deus iniciou um processo revolucionário na área da administração hospitalar que entre outras bases se fundamentava na estruturação de serviços integrados de processos dirigidos e fundamentados na concretização numa das funções primordiais do hospital: oferecer atendimento integral e qualificado para as patologias mais importantes do ponto de vista epidemiológico na nossa sociedade.

A identificação do câncer nesse cenário foi natural e prioritária, dadas as características de incidência e prevalência da doença no nosso meio. Com esta base, foram iniciados contatos pelo Diretor Médico da Instituição, o Dr. Alberto Kaemmerer, com especialistas na área de oncologia com o propósito de desenvolver um serviço fundamentado num atendimento integral e de qualidade superior.

Após intensas discussões, o grupo de oncologistas formado pelos Drs. Gabriel Prolla, Luiz Antonio Bruno, Sergio Roithmann, Sergio Azevedo e Carlos Barrios apresentaram um projeto de desenvolvimento dirigido tanto aos aspectos de assistência como de pesquisa e de desenvolvimento científico com um programa de atualização médica continuada em crescimento e evolução constante muito ativo até os dias de hoje. Este projeto inicial identificava as carências ou desafios institucionais daquele momento e propunha uma progressão escalonada cumprindo diferentes etapas estratégicas de forma programada para alcançar os objetivos.

Desta forma em primeiro lugar foi organizado o Serviço de Oncologia do Hospital Mãe de Deus no final do ano de 1999. O objetivo inicial era criar uma cultura de atendimento oncológico numa Instituição sem experiência significativa nesta área. Paralelamente, foi desencadeado o processo de instrumentalizar o Hospital Mãe de Deus de forma a preparar a instituição para a condução de estudos clínicos, inaugurando a atividade de pesquisa clínica que nunca havia sido contemplada nos projetos do hospital. Foi organizado um ambulatório de oncologia com dois consultórios e uma área de tratamento para pacientes ambulatoriais no segundo andar do Housing na Rua Costa.

Treinamento em aspectos de gestão e o compartilhamento e discussão constantes tanto dos aspectos técnicos quanto de mecanismos e processos de gestão modernos auxiliaram no desenvolvimento de uma relação íntima e muito profícua entre administração e corpo médico e que, provavelmente, seja o ingrediente fundamental onde encontramos a justificativa para o sucesso de hoje.

A evolução e o crescimento do atendimento foram surpreendentes, com um aumento importante sustentado no número de consultas e tratamentos. Este ritmo de crescimento se mantém desde 1999, revelando a propriedade da iniciativa e uma carência importante no mercado nesta área.

Com a evolução das atividades foi constituído o Hospital do Câncer Mãe de Deus Mãe de Deus no ano de 2004 com a intenção de expandir a cultura e a tradição oncológica para outras áreas fundamentais como a radioterapia, a cirurgia oncológica, a hematologia, o banco de sangue, a psicologia, a enfermagem, a farmácia na área do câncer, a nutrição, a fisioterapia e todas as outras áreas que fazem parte da complexa estrutura que se faz hoje necessária para oferecer um atendimento de ponta e abranger todas as necessidades do paciente oncológico e de sua família.

A história mais recente do ICMD revela à inclusão de um qualificado grupo de cirurgiões oncológicos (2005) e do Centro de Oncologia Radioterápica (2007) que fecham nossa capacidade de atender todas as três áreas básicas na abordagem terapêutica do câncer.

Ao mesmo tempo, o ICMD desenvolve uma constante atividade de integração com todas as áreas assistenciais e de suporte que fazem parte de instituição o que é de fundamental importância na nossa capacidade de cumprir com nossos objetivos. Foi incorporada uma área de internação preferencial para pacientes oncológicos (inicialmente o nono e depois o oitavo andar) o que permitiu dar uma excelência nunca antes alcançada na assistência dos pacientes. A formação e o treinamento de uma equipe de enfermagem dedicadas foi e continua sendo instrumental neste sentido.

A importância da área da oncologia na instituição se reflete em ações recentes e muito práticas como a aquisição do PET (Position Emission Tomography) por parte do HMD, único aparelho do tipo no estado. Este tipo de investimento e o propósito de manter um planejamento de incorporação de tecnologia de ponta representam o compromisso que o ICMD e o Sistema de saúde Mãe de Deus assumem com a comunidade.

A história é curta, mas com muitas e importantes conquistas que somente foram possíveis pela dedicação e o compromisso de todos os funcionários que fazem do ICMD um modelo sempre em constante busca para melhorar cada vez mais.

Dr. Carlos H. Barrios
Diretor, ICMD