EQUIPE ASSISTENCIAL
Psicologia

Psicologia em Oncologia

Sabemos que ao longo de nossas vidas, vivências inesperadas e novas mexem com nosso estado emocional, causando num primeiro momento inseguranças e incertezas. Estamos acostumados e nos sentimos seguros frente a situações que nos sejam conhecidas e já imaginadas. Ao receber um diagnóstico de câncer, é comum que sensações de vulnerabilidade e desamparo apareçam, principalmente, pelo fato de que vivemos em uma cultura onde o câncer ainda mostra-se como uma doença estigmatizada.

Sabemos que cada indivíduo reagirá de forma particular a esta experiência. Cada pessoa sentirá e vivenciará este momento de forma única. Contudo, mostra-se frequente que o período que concernirá o tratamento oncológico, seja repleto de uma variedade de sentimentos. Destacamos alguns momentos ansiogênicos deste processo, tais como: investigação e confirmação do diagnóstico, o planejamento e os primeiros momentos do tratamento, as fantasias com a mudança corporal, a reorganização de suas rotinas, bem como as etapas finais do tratamento, sentimentos estes, às vezes intensos, que repercutem no estado emocional daquele que recebe o diagnóstico de câncer, bem como em seus familiares.

Por isto, percebemos e acreditamos na importância da abertura de “espaços” nestas relações. Espaços psicoterapêuticos onde pacientes e familiares possam expressar sentimentos, pensamentos, medos e fantasias, onde lhes seja oportunizado falar sobre a quimioterapia, a radioterapia, a cirurgia, o câncer e todas as emoções a eles vinculados, facilitando assim, o acolhimento e a compreensão de angústias e ansiedades.

Assim, o objetivo maior da escuta psicoterapêutica é a criação deste espaço preservado para a verbalização e o compartilhamento das vivências e experiências, promovendo a saúde mental e a qualidade de vida.

Com isto, a inclusão da Equipe de Psicologia nos cuidados oncológicos está diretamente relacionada ao reconhecimento da interação existente entre os aspectos físicos e psíquicos do ser humano. O profissional da área da psicologia poderá orientar e acompanhar o paciente durante todo o tratamento, oferecendo recursos para que este consiga se organizar da melhor forma possível durante este período, bem como auxiliá-lo no enfrentamento, na adaptação e na aderência ao seu tratamento.

Nossa equipe:

Raquel Lacerda Paiani
CRP 07/20546
  • Psicóloga formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS em 2012;
  • Especialização em Cardiologia pela Residência Integrada Multiprofissional em Saúde, Instituto de Cardiologia – Fundação Universitária em Cardiologia – IC/FUC em 2014;
  • Mestranda em Ciências da Saúde: Cardiologia, Instituto de Cardiologia – Fundação Universitária em Cardiologia – ICFUC;
  • Extensão em Emergências e Urgências: Possibilidades de Intervenção Psicológica na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS;
  • Atualização em Atuação do Psicólogo na Oncologia no Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
Veja o currículo completo.